O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas

10 de Junho serve de homenagem à identidade nacional portuguesa e tem um significado profundo. Neste dia celebra-se a vida e a obra de Luís de Camões, um dos maiores poetas da língua portuguesa, bem como reconhece a importância das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo e de Portugal.

Luís Vaz de Camões (1524-1580), é considerado um dos maiores poetas portugueses. A sua obra mais famosa, “Os Lusíadas”, é uma epopeia que versa sobre os feitos dos navegadores portugueses, em particular a viagem de Vasco da Gama à Índia. Camões é um símbolo da literatura e da cultura portuguesas, e a sua obra é fundamental para a identidade nacional.

A escolha do dia 10 de junho está relacionada com a morte de Camões em 1580. Inicialmente, a data estava associada ao poeta, mas ao longo dos anos a celebração alargou-se à celebração de Portugal como nação.

Além de celebrar a cultura e a história de Portugal, o dia também reconhece as comunidades portuguesas no estrangeiro, reforçando os laços entre os emigrantes e a sua pátria de origem. Portugal tem uma longa história de emigração e estas comunidades desempenham um papel fundamental na divulgação e manutenção da cultura portuguesa em todo o mundo.

O Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas é assinalado com uma série de eventos e actividades, tanto em Portugal como nas Diásporas Portuguesas no estrangeiro.

Nestas celebrações estão incluídos:

  • Discursos do Presidente da República e de outras personalidades, bem como desfiles militares e outros actos protocolares;
  • Eventos comunitários, feiras e celebrações para promover a cultura portuguesa e reforçar os laços entre os emigrantes e Portugal, nas comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo.

A celebração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas reforça o sentimento de identidade nacional e de pertença cultural, o que é particularmente importante num mundo cada vez mais globalizado.